Entenda o que são os Implantes Hormonais

Atualizado: 9 de nov. de 2021



"Olá querido leitor, hoje vou te explicar sobre os implantes hormonais.

Vamos entender um pouco do que se trata esse termo que popularizou, foi e é tema de muita polêmica. Confira até o final do texto para você entender o que são os tão famosos implantes hormonais. Espero que aproveite a leitura. Confira no final desta matéria, um podcast que eu fiz para você!".


 

Esse método de reposição de hormônios ficou muito conhecido, principalmente na alta comunidade e na mídia, através do advento do famoso “chip da beleza” (clique no link para conferir) que passou a ser objeto de desejo de celebridades, artistas e atores famosos.

Mas o implante hormonal é muito além de apenas isso, é mais uma forma criada para que possa ser administrado algum tipo de medicação e vamos entender isso melhor.

Se você toma muitas medicações ao dia ou conhece alguém que o faz, sabe das dificuldades encontradas.

Quando alguem tem que tomar uma medicação todos os dias, é muito fácil esquece-la, errar o horário ou errar a quantidade de dias não é mesmo ?

Tanto é, que de acordo com uma matéria publicada em 2005 no The New England Journal of Medicine cerca de 1/3 a 2/3 das internações e atendimentos nas emergências dos hospitais americanos se davam a baixa adesão ao uso de medicações diárias.

Ou seja, o esquecimento de tomar os remédios diariamente geralmente leva a alterações súbitas. Como por exemplo, esquecer de tomar o anti-hipertensivo pode causar um pico de pressão e consequentemente levar a pessoa ao hospital ou até mesmo a uma fatalidade. Isso acontece com os remédios orais, cremes e outras formas que dependem da vontade e lembrança diários.

O Implante foi um método desenvolvido capaz de promover uma melhora nessa baixa adesão da utilização de medicações, visto que através dele o profissional médico especializado é capaz de programar uma medicação que será liberada durante algum tempo, independente das ações do paciente.

Hoje utilizamos a reposição de hormônios através dos implantes na menopausa, andropausa, doença de addison ou em qualquer situação em que seja necessária a reposição, isso por que devido uma melhor biodisponibilidade e melhor absorção do organismo (implante direto na camada gordurosa), conseguimos utilizar cerca de 5 vezes menos hormônios que em outras formas de reposição como é o caso dos géis, cremes e adesivos. Esses implantes podem ser absorvíveis (o próprio organismo absorve ao fim do período) ou não absorvíveis (necessário procedimento de retirada).


Mas o que é e como é realizado o procedimento ?


Consiste na colocação de pellets contendo a substancia desejada, diretamente na camada gordurosa da pele o que vem a oferecer, como dito anteriormente, maior biodisponibilidade e melhor absorção da medicação pelo organismo. Os pellets liberam a medicação programada de forma contínua e linear por um período de 4 a 6 meses, sem a necessidade/incomodo/risco de utilizar a medicação diariamente.

O procedimento de implante tem duração de 15 a 30 minutos, é realizado por médico especializado. Utiliza-se anestesia local com o anestésico lidocaína, para realizar uma pequena incisão com bisturi de aproximadamente 5 mm na região do quadrante superior externo do glúteo, geralmente na marca do biquini. Nessa incisão é introduzido um trocanter estéril que irá ser posicionado na camada gordurosa da pele e servirá para introduzir os pellets contendo o medicamento.


O procedimento além de rápido é pouco incomodo, quase indolor. Ao final do procedimento, é avaliada a incisão e pode-se optar por alguns tipos diferentes de fechamento da ferida. Pode ser realizada sutura com fio cirúrgico, utilizar a cola dérmica (dermabond), utilizar o strip (ponto falso) ou até mesmo fechar por segunda intenção (apenas fazer um curativo).

A escolha do método para finalizar o procedimento depende do profissional, da pele e do nível de sangramento local.

Recomenda-se repouso por pelo menos 48 horas e gelo local, afim de evitar edemas e equimose local.

Os implantes não absorvíveis hoje não estão mais sendo preferenciados devido a necessidade de uma nova incisão para retirada após o fim do período de uso, o que fatalmente acabava provocando uma nova cicatriz. Com o surgimento dos implantes absorvíveis, esse problema acabou.


VANTAGENS DO IMPLANTE HORMONAL ABSORVIVEL


- Elimina os problemas com armazenamento e transporte das medicações

- Manutenção constante dos níveis hormonais

- Evita picos e flutuações

- Melhor adesão e resultado nos tratamentos

- Elimina a necessidade de lembrar-se diariamente do uso

- Não transferem a medicação para outra pessoa como do caso dos géis e cremes

- Maior biodisponibilidade

- Beneficio econômico quando comparado a outros métodos de reposição

- Terapia segura, eficaz e de fácil administração

- Reaplicada de 4 a 6 meses

- Liberação efetiva e segura de 4 a 6 meses

- Dosagens hormonais 5 vezes menores que cremes e géis

- Evita efeitos gastrointestinais e agressão ao fígado

- Sem necessidade de retirada, os pellets são completamente absorvidos pelo organismo


RISCOS ASSOCIADOS AOS IMPLANTES HORMONAIS


- Extrusão do material implantado – 0 a 5%

- Infecção local – 0 a 5%

- Sangramento – 2 a 3%

- Edema local – 2 a 8%

- Dor local nas primeiras 24h – 15 a 20 %

- Equimose – 2 a 6%


Essa matéria foi capaz de te ajudar a compreender um pouco mais sobre o que são os implantes hormonais ?

Espero que você possa ter percebido que essa técnica moderna de tratamento é muito eficaz e cada dia ganha mais espaço como forma de tratamento medicamentoso.


Grande abraço,


Dr. Ronaldo Wilson Barroso Filho





43 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo